-COMO TUDO COMEÇOU-

SOBRE NÓS

CONHEÇA OS

CAPITULARES

-contando-

nossa

história

o início e o futuro

O Capitulares surgiu ideologicamente em 2012 com os autores Felipe Paiuca e Joyce Hiromi, em que na época eram apenas estudantes de jornalismo. O projeto de site jornalístico literário criou forma em 2014, ano em que os dois integrantes, recém-formados, convidaram mais dois colegas de profissão para tirar a ideia do papel.

Surge então em 1 de maio de 2014, o site Capitulares com Felipe Paiuca, Joyce Hiromi, Julio Cesar e Thiago Garcia. Somos atualmente um site com uma pitada de jornalismo e literatura em que você pode conferir entrevistas, lançamentos, eventos, críticas e muito mais. Além de estar presente na blogosfera literária, nosso projeto traz o diferencial de juntar esse assunto com jornalismo.

Os

capitulares

nossa equipe atual

felipe-capitulares

CAPITULAR

FELIPE

Jornalista formado desde 2013 – o tempo voa. O primeiro livro da minha vida foi “O Menino que Aprendeu a Ver”, de Ruth Rocha, em 1999.  Enquanto a minha geração se aventurava com Harry Potter, a série que me conquistou para o mundo da leitura foi Deltora Quest, de Emily Rodda. Não tenho livro favorito, pois não consigo escolher e sempre tento variar os gêneros literários de uma leitura para a outra para abranger os mais variados temas possíveis.

joyce-capitulares

CAPITULAR

JOYCE

Formada em jornalismo e turismóloga, lê de tudo um pouco, é viciada em seriados e compra mais livros do que consegue ler – ainda mais agora na era dos e-books. Na listona de leituras sempre terá livros de: não-ficçao, distopia e muitos romances – pra tentar adoçar a vida. Além disso, o amor por autores favoritos já me fez passar horas em filas de autógrafos, assistir vídeos de entrevistas e ‘stalkeá-los’ (de leve) nas redes sociais – inclusive a Jojo Moyes é incrível no Twitter!

-capitulares-

Jornalismo e literatura

Nosso trabalho

O Capitulares já está a mais de 8 anos na caminhada literária produzindo conteúdos. 

Um dos nossos grandes objetivos é tornar a leitura um hábito praticado por todos, contanto que seja algo prazeroso, divertido e espontâneo. Se você acredita neste trabalho, veja algumas formas de nos ajudar a propagar a leitura.